Páginas

domingo, 5 de agosto de 2012

Eu sou vertical (I am vertical)

Mas eu preferiria ser horizontal.
Eu não sou uma árvore com minha raiz no solo
sugando minerais e amor maternal
para que em cada março eu possa brilhar em folhas,
nem eu sou a beleza de um canteiro de jardim
atraindo minha fatia de suspiros e espetacularmente pintada,
sem saber que devo logo florescer.
Comparada a mim, uma árvore é imortal
e uma flor não é alta, mas mais surpreendente,
e eu quero a longevidade de uma e a ousadia da outra.

Hoje à noite, na ínfima luz das estrelas,
as árvores e flores espalharam seus frescos odores.
Eu ando entre elas, mas nenhuma me nota.
Algumas vezes eu acho que quando estou dormindo,
eu mais perfeitamente me assemelho a elas --
Reflexões escurecidas.
É mais natural para mim, deitar-me.
Assim o céu e eu conversamos abertamente,
e eu devo ser útil quando finalmente me deitar:
então as árvores me tocarão uma vez, e as flores terão tempo para mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

atraducaolivre.blogspot.com.br no linkto